Ir ao dentista a cada seis meses ajuda à prevenir o câncer de boca

Instituto Nacional do Câncer estima que 11.200 novos casos da doença atinjam os homens, e 3.500 às mulheres.

Assim como a maioria dos cânceres, o tumor da cavidade oral, ou câncer de boca, como é popularmente conhecido, é umas das doenças mais silenciosas. O grande problema é que os sintomas da doenças são facilmente confundidos com sutis infecções bucais, como gengivite e até mesmo as aftas. 

A ortodontista Catarina Riva esclarece sete dúvidas e lembra que se não for detectado de maneira precoce, o câncer de boca pode ser fatal.

Quais são as causas?

A causa desta doença está atrelada a hábitos não saudáveis, como o fumo associado ao consumo excessivo de bebidas alcoólicas e uma má higiene bucal, assim, resultando na doença. Além da incidência pelo gênero, esse tipo de câncer é mais frequente em pessoas acima dos 40 anos e pode se desenvolver em qualquer parte da boca.

Ortodontista Catarina Riva.

Por que o cigarro é uma das principais causas da doença?

O motivo é que somente o cigarro possui cerca de sete mil substâncias químicas tóxicas, que em conato com a boca pode influenciar na mutação gradual das células sadias atingindo as regiões da cavidade oral.

Quais os sintomas?

É preciso ficar atento às feridas na região bucal que não cicatrizam, aumento de tecidos gengivais ou inchaços, manchas brancas ou vermelhas em qualquer região da boca e dor sem razão aparente.

Como tratar?

Após o diagnóstico, uma equipe de especialistas desenvolve um plano para tratamento especial para cada paciente, pois cada caso precisa ser estudado em decorrência do estágio do câncer. Quase sempre a cirurgia é indispensável, após isso, inicia-se um tratamento de quimioterapia ou radioterapia. É importante que o problema seja identificado precocemente para obter sucesso no tratamento.

Quais os efeitos colaterais da radioterapia na boca?

Muitos pacientes durante a radioterapia apresentam irritação ou ressecamento da boca, dificuldade de deglutir e a perda do paladar. A radiação também aumenta o risco de cáries, por isso, é necessário o acompanhamento e o cuidado com a saúde bucal neste período.

Como manter a saúde bucal durante o tratamento?

O ideal é manter a escovação por no mínimo três vezes ao dia, utilizando uma escova com cerdas macias, além do uso diário do fio dental.

Como prevenir o câncer?

A melhor forma de prevenção além de uma boa higiene bucal é ir pelo menos uma vez por semestre ao dentista. Muitas pessoas deixam de descobrir doenças nos estágios iniciais por não irem ao especialista, ou por achar que é uma simples afta sem importância. Quanto mais cedo procurar um diagnóstico, melhores são as chances de tratamento e recuperação.

Redação Folha Vitória09 de Agosto de 2019 às 09:16Atualizado 09/08/2019 09:16:21

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *