“Ela não queria me namorar”, diz jovem que estuprou e matou vizinha de 15 anos

Ela foi atacada quando voltava da escola e o pai cadeirante ainda tentou ajudá-la

Uma adolescente de 15 anos foi morta a golpes de faca e um vizinho de 17 anos está apreendido suspeito do crime. O caso ocorreu na última sexta-feira (2) no município goiano de Cristalina.  Segundo a Polícia Civil, o menor contou que matou a vítima porque ela não quis namorá-lo.

A vítima foi atacada quando chegava em casa da escola. Ela morava em residência alugada junto com o pai cadeirante. Segundo testemunhas, antes que pudesse abrir o portão foi segurada pelo vizinho, que mora no mesmo lote da família há três meses. 

Segundo informações da Polícia Civil, o jovem arrastou a garota até a casa onde ele mora. Os demais vizinhos do mesmo lote só desconfiaram do que ocorria porque, por alguns segundos, a menina conseguiu gritar por ajuda. Mesmo assim, Amanda não conseguiu ser salva, pois o menor havia colocado a geladeira na porta de entrada da residência.

Enquanto um vizinho tentava arrombar a porta, o pai da garota gritava por ajuda de outras pessoas, que acionaram a polícia. A menina foi estuprada pelo adolescente, que em seguida, desferiu diversos golpes de faca contra a vítima. Só após o homem cometer os atos, uma testemunha conseguiu entrar na residência e detê-lo.

“Entidade”

O adolescente, após ser detido por populares, e apreendido em flagrante, alegou estar possuído por uma “entidade”, e ela o teria induzido a cometer o crime. De acordo com a policia, o jovem havia construído uma espécie de altar para a menina: em um canto da casa havia um retrato dela ainda criança, velas, R$ 5 em espécie, um copo e uma garrafa de cachaça, além de alguns cigarros. O corpo da adolescente foi deixado nu, ao lado do ritual. 

O adolescente responderá por atos infracionais análogos aos crimes de homicídio qualificado e estupro. Por ser menor de idade, pode ser sentenciado a, no máximo, 3 anos de internação em unidades socioeducativas. 

Redação Folha Vitória06 de Agosto de 2019 às 16:51Atualizado 06/08/2019 17:07:17

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *