Festival de Inverno movimenta mais de R$ 1 milhão no comércio de Guaçuí

Por Edézio Peterle – 25 de junho de 2019

Não há dúvidas de que o 3º Festival de Inverno de Guaçuí (FIG) ficará na memória de todos que viveram essa experiência nos cinco dias do evento que acabou no último domingo. Além dos shows com nomes da música nacional, o Festival aqueceu a economia e o comércio local, resultando em uma movimentação de mais de R$ 1 milhão.

O presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços em Guaçuí (Acisg), Fernando Rangel Pereira, salientou que os empresários se prepararam para atender da melhor maneira a demanda proveniente do Festival de Inverno.

“O evento proporcionou a oportunidade de recebermos muitas pessoas de diversos lugares do Brasil em nossa cidade. O que nos enche de orgulho é saber que o empresariado de Guaçuí soube enxergar a oportunidade e deu um banho de empreendedorismo. Nosso comércio se preparou e recebeu com excelência os nossos visitantes, que na verdade são nossos parentes e amigos que vieram nos prestigiar com suas presenças”, disse Fernando.

Ele ainda exaltou o empresariado local. “Fica então meu reconhecimento e minha admiração a todos empresários que fizeram desse momento uma experiência positiva de esperança e determinação”, completou.

Um dos organizadores do evento, Elias Carvalho, disse que a movimentação econômica do FIG já se iguala as grandes datas do ano. “O comércio de Guaçuí movimentou mais de R$ 1 milhão. Nós tivemos vários depoimentos de comerciantes que venderam em três dias o que levavam um mês para vender. Há pessoas dizendo que os resultados foram melhores do que na época de Natal, outros dizem que foi melhor que o Dia das Mães. Enfim, a cidade ficou lotada, o que refletiu em uma movimentação econômica gigante”, detalhou Elias.

Além do setor comercial, o próprio FIG movimentou outras áreas da economia de Guaçuí. O custo do evento ficou em R$ 800 mil e foram empregadas 200 pessoas para o Festival, sendo servidas 600 refeições por dia. Os turistas lotaram os hotéis da cidade, de Alegre e, também, das demais cidades da região do Caparaó. Mais de 100 casas foram alugadas ao custo médio de R$ 2 mil para os cinco dias.

Ainda de acordo com Elias, o FIG envolveu e elevou a cidade a nível nacional. “Todos que viveram a experiência saíram de lá radiantes. Houve pessoas que me abraçavam, choravam, querendo mais edições do Festival. As pessoas reuniram família, amigos, e a cidade virou uma festa depois de tantas coisas ruins que aconteceram no mês passado. O Festival de Inverno fez muito bem para a cidade e para a região. Sem dúvida alguma, esse evento marca uma volta de Guaçuí ao cenário turístico nacional”.

Gostinho de quero mais

O 3º Festival de Inverno deixou um gostinho de quero mais em quem viu Guaçuí voltada para o evento. “Parabéns pelo maravilhoso Festival de Inverno! Ambiente aconchegante, voltamos aos velhos tempos das festas elegantes, de bom gosto, gente bonita, tranquilidade e educação. Enfim, esperamos ansiosos a próxima edição”, elogiou Alessandra Zanon de Moraes, que participou do evento.

Fonte: Aqui Notícias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *