Febre maculosa matou duas pessoas e 32 casos foram notificados em MG. Entenda a doença!

A febre maculosa é transmitida pelo carrapato-estrela infectado por uma bactéria. É necessário que ele fique fixado quatro horas na pessoa para transmitir a doença.

Subiu para 32 o número de casos suspeitos de febre maculosa em Contagem (MG). Duas pessoas morreram vítimas da doença entre o final de maio e início de junho. Outras duas mortes são investigadas. O balanço de notificação dos casos foi atualizado na quarta-feira (5) pela prefeitura de Contagem.

As quatro vítimas são de uma mesma família que se reuniu para capinar e cercar um terreno na região Nacional e foram picados pelo carrapato-estrela, o vetor da febre maculosa. Contudo, segundo os especialistas, para transmitir a doença, o carrapato precisa ficar ao menos quatro horas fixado na pessoa.

A febre maculosa brasileira é uma doença transmitida pelo carrapato-estrela ou micuim da espécie Amblyomma cajennense infectado pela bactéria Rickettsia rickettsii. Esse carrapato pode ser encontrado em animais de grande porte, como bois e cavalos, muito comum em áreas rurais. Também é possível encontrar o carrapato em cães, aves domésticas, roedores e, especialmente, na capivara, o maior de todos os reservatórios naturais.

Ação em Contagem

A prefeitura de Contagem montou uma força tarefa para combater o vetor da doença. Uma unidade de saúde foi aberta na região Nacional para atender as 128 pessoas que foram picadas por carrapatos após entrarem na mata para cercar o terreno.

Entre as medidas adotadas estão a limpeza da área onde foram encontrados os focos dos carrapatos e a pulverização na região e nas casas. Cavalos sem dono que transitam na região foram recolhidos e recebem banho de carrapaticida. A Guarda Civil monitora com um drone capivaras que são amplificadores da febre maculosa. Secretarias estudam formas de captura das capivaras para vermifugação.

Cuidados

Os sintomas da doença são febre alta, dor de cabeça e muscular, enjoo e manchas na pele, que podem ser confundidos com a dengue.

A prefeitura de Contagem orienta os moradores de áreas com possibilidade de existência do carrapato-estrela a examinem o corpo a cada três horas, colocar as barras da calça para dentro da meia e usar sapatos fechados.

*Com informações da Agência Brasil 

Redação Folha Vitória

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *