Avenida Niemeyer é interditada no Rio

Publicado em 28/05/2019 – 16:21

Por Cristina Indio do Brasil – Repórter da Agência Brasil  Rio de Janeiro

A Avenida Niemeyer está interditada nos dois sentidos. O fechamento ao tráfego, às 15h10, foi feito pela Prefeitura do Rio para cumprir a decisão da juíza Mirela Erbisti, titular da 3ª Vara da Fazenda Pública, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ). A magistrada concedeu liminar a pedido do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) encaminhado à Justiça na noite de sexta-feira (24) para a interrupção do tráfego na via.

Conforme a decisão da Justiça, a prefeitura tinha até 15h20 de hoje para fazer a interdição. A prefeitura ainda recorre da decisão.

O Centro de Operações da Prefeitura do Rio informou que com o fechamento da via, que liga os bairros de São Conrado e do Leblon, na zona sul, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Rio) e a Guarda Municipal reforçaram a operação nos principais corredores de tráfego da região, principalmente, os que podem ser diretamente impactados como a Rua Mário Ribeiro, na Gávea e a Av. Borges de Medeiros, na Lagoa, as duas na zona sul.

A via ficará totalmente bloqueada no sentido São Conrado-Leblon. Já no sentido Leblon-São Conrado haverá acesso permitido somente aos moradores, incluindo a comunidade do Vidigal. Quatro guardas municipais cuidam do bloqueio ao tráfego.

A prefeitura também alertou para os impactos do fechamento da Niemeyer, que recebe em média 36 mil veículos por dia, nos bairros do Leblon, de Ipanema, da Lagoa, da Gávea, do Jardim Botânico e de São Conrado, além de reflexos significativos na saída da Barra da Tijuca pela Avenida Armando Lombardi, na zona oeste.

O Centro de Operações sugeriu que os motoristas usem rotas alternativas e o metrô. “A recomendação principal é que os motoristas utilizem rotas alternativas para a ligação Barra da Tijuca – Zona Sul/ Centro, como a Linha Amarela, Alto da Boa Vista e Grajaú-Jacarepaguá. A outra opção é utilizar o Metrô Rio. Até o momento, as linhas 1,2 e 4 operam normalmente.

Fechamentos

O fechamento foi pedido pelo MPRJ por questão de segurança. Em fevereiro duas pessoas morreram dentro de um ônibus que foi atingido por um deslizamento na Niemeyer e a avenida ficou interditada. Em abril, na maior chuva em 22 anos no Rio, o trânsito foi novamente interrompido por questão de segurança e o desabamento de mais uma parte da ciclovia Tim Maia. Na sexta-feira (17), depois de 36 horas de interdição em consequência dos impactos das chuvas e riscos de novos deslizamentos a Avenida foi liberada ao trânsito.

*Texto ampliado à 17h18 para inclusão do 4° parágrafo, sobre acesso aos moradores

Edição: Valéria Aguiar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *