Mulher é encontrada morta dentro de casa com sinais de violência na Serra

Foi o filho da mulher que encontrou a mãe morta na casa, nua e com o rosto desfigurado. Até o momento, ninguém foi detido.

Uma mulher identificada como Edna Silva da Conceição, de 35 anos, foi encontrada morta com sinais de violência, dentro da casa onde morava com o filho e o namorado, no bairro Novo Horizonte, na Serra. O crime foi descoberto na noite de terça-feira (16), quando filho chegou ao local e se deparou com a cena.  Familiares da vítima acreditam que o suspeito do assassinato, tenha sido o próprio companheiro dela.

Edna morava no último andar do imóvel de três andares. De acordo com testemunhas, o filho da vítima chegou do trabalho e achou estranho que a mãe não teria respondido ao seu chamado. Ainda abalado, o rapaz disse que encontrou a mãe nua, com o rosto desfigurado e com golpes de faca.

O jovem de 20 anos morava com a mãe e o padrasto. Ele afirma que conhecia bem a rotina do casal. No entanto, não conseguia entender o que poderia ter motivado o crime, já que o atual namorado da mãe, parecia ter um bom relacionamento com ela.

A família reforçou para a polícia sobre a suspeita do namorado da vítima ser o autor do crime. O homem até o momento não foi localizado. Apesar disso, nas redes sociais o suspeito está atualizando postagens de luto e comentando em fotos da vítima lamentado a morte e dizendo ter saudades.

Diante do assassinado, a família começou a se questionar sobre a autoria e motivação. Eles alegam que as versões do namorado da vítima eram diferentes do que parecia ter acontecido. O filho da vítima disse ainda, que o padrasto teria pedido dinheiro no dia seguinte e, por isso, eles acreditam que o suspeito já tinha a intenção de fugir.

Por meio de nota. a Polícia Civil informou que até o momento o suspeito do crime não foi detido. O caso seguirá sob investigação da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Mulher (DHPM), e outras informações não serão passadas, no momento, para não atrapalhar o andamento das investigações.

A Polícia conta com a colaboração da população e qualquer contribuição para identificação de suspeitos podem ser feitas por meio do Disque-Denúncia 181 ou pelo disquedenuncia181.es.gov.br, onde é possível a pessoa anexar imagens e vídeos de ações criminosas. O sigilo e anonimato são garantidos.

Redação Folha Vitória

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *